Marcatexto - capa 2018.png
 

Central de serviços de comunicação atuante desde 2006, em Salvador, Bahia, a Marcatexto é focada nos setores das artes, da cultura e da economia criativa, em especial do cenário da produção independente.

Adriana Varejão – Por uma retórica canibal [Foto por Patricia Almeida] (17).png
 
Caderno e lápis

é para escrever?

Textos, releases, discursos, apresentações, cartas, projetos, portfólios, editoriais, cardápios, manuais, newsletters, conteúdos para sites: o que você quiser ver escrito, nas palavras certas.

Páginas do livro

é para revisar?

Fez seu trabalho e precisa de revisão para que ele fique perfeito? Pode mandar que ele volta com todos os ajustes de ortografia, gramática, estrutura, coesão e coerência, normalização e formatação final.

Verificando as notícias online

é para divulgar?

Sua comunicação articulada de modo completo. Seu pensamento narrativo, seu posicionamento público, sua repercussão nas redes, na imprensa, diante do público.

QUEM SOMOS

Paula Berbert [Foto por Patricia Almeida] (2).jpg

PAULA BERBERT

Atua desde 2004 como assessora e gestora de comunicação, redatora e revisora. Trabalhou como produtora e repórter em programas de cultura, artes e entretenimento, em rádio, televisão e internet. Criou a Marcatexto em 2006 e responde pela sua gestão desde então. Entre 2000 e 2006, integrou a equipe da Empresa de Turismo S/A (Emtursa), órgão oficial de Turismo da cidade de Salvador, vinculado à Prefeitura, atualmente Empresa Salvador Turismo (Saltur), na produção dos eventos oficiais da capital baiana. Entre 2009 e 2015, foi assessora-chefe de comunicação da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), e editora da Agenda Cultural Bahia. De maio de 2015 a junho de 2016, foi coordenadora de comunicação institucional da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura (Sefic/MinC). De julho de 2016 a maio de 2017, foi assessora de comunicação da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult), na SecultBA. De junho de 2017 a abril de 2021, foi assessora-chefe de comunicação do Teatro Castro Alves (TCA), maior equipamento cultural do Norte-Nordeste do Brasil. De maio a dezembro de 2021, foi coordenadora de comunicação do gabinete da vereadora Maria Marighella na Câmara Municipal de Salvador. Em março de 2022, retornou à mesma função no TCA.

Atila Barros [Foto por Patricia Almeida] (2).jpg

ATILA BARROS

Jornalista especializado em Gestão de Eventos, atua, desde 2012, em assessoria de comunicação e produção na área de cultura. Foi produtor e repórter em programas de cultura, artes e entretenimento, em rádio e internet. Entre 2012 e 2014, integrou a equipe da Assessoria de Comunicação da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), sendo, entre outras atividades, redator da Agenda Cultural Bahia. Já em outubro de 2012 até o mesmo período do ano seguinte, foi repórter do portal iBahia. Em 2014, compôs a equipe de produção da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), por meio de concurso público. Entre fevereiro de 2015 e maio de 2017, realizou trabalhos na Aquatro Comunicação, atendendo contas de casas de shows, bandas, artistas, camarotes, blocos e instituições privadas. De maio de 2017 a julho de 2018, integrou a Assessoria de Comunicação e Núcleo de Produção do Teatro Castro Alves (TCA). Entre 2019 e 2021, fez parte da equipe de comunicação da agência Weber Shandwick Brasil, atendendo clientes das áreas de consumo, construção civil, educação, saúde e tecnologia. Desde 2018, faz parte da equipe fixa da Marcatexto, com a qual já executou assessoria de imprensa para dezenas de artistas, instituições e projetos artístico-culturais. Atualmente, também integra a equipe de Relações Públicas da agência Máquina CW.